terça-feira, 21 de novembro de 2017

Embarcando para Agewntina


Marcamos encontro com um grupo, muito animado, de amigos de Osório em Colonia de Sacramento, para juntos irmos para Argentina. Convite super carinhoso de minha amiga e colega do Coral Eliane e seu marido Fraga. Que viagem maravilhosa. Companhia é tudo. Apesar de muita chuva o grupo seguiu faceiro mesmo com o balanço do Buquebus. Esta foi nossa primeira viagem com Raeltur, nome do companheiro que planejou a viagem, e a próxima já está sendo planejada...














Nos encontraremos em Buenos Aires....



Até a próxima se Deus quiser...


 Anajá Schmitz



quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Colonia de Sacramento/ Uruguay


Esta cidade é minha paixão! E pensar que já pertenceu ao meu estado, Rio grande do Sul. E uma negociação entre Espanhóis e Portugueses trocaram Missiones por Colonia. bem isso é história que deixo para mais tarde. As hospedagens são as mais caras do Uruguay. O que compensa são os  atrativos da cidade. Em média o quarto de casal custa uns R$ 280,00. São confortáveis e os atendentes são muito atenciosos. Ultimamente temos ficado na mesma pousada. Alfredo e eu gostamos de acordar cedo e sair caminhar pelas ruas desertas desta bela cidade. Compartilhamos belos momentos de apreciação...










































Seguiremos para Argentina.


Até a próxima se Deus quiser...


 Anajá Schmitz

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Chuy a Punta Del Este



Depois de percorrer 250 km de Rio Grande ao Chui, chegamos na divisa entre brasil e Uruguay. Essa rua divide os dois países. Este é um lugar muito apreciado para quem gosta de fazer umas comprinhas. Os homens vêm comprar vinhos enquanto as mulheres compram perfumes. Este não é um lugar de muita beleza, mas mesmo essa desordem organizada, me passa um encantamento. Para os apaixonados tem um lugar especial. O hotel Fortin San Miguel.


Hotel Fortin São Miguel

Este ano fiz sanduíches para nosso almoço. Saímos tarde de casa e sempre perdemos muito tempo na travessia da balsa. Costumamos sair três hora da manhã. Esse anos saímos as quatro e meia e sem pressa.  


Chegamos a Punta Del Este noite escura e contentes pois este era o primeiro ano que fizemos reserva antecipada pelos sites da moda. Que roubada. Não deu certo. Quando nos enviaram e-mail de cancelamento já estávamos viajando. Que susto! Pensei, agora vamos arcar com uma fortuna em um quarto e ainda ficar vagando pelas ruas atrás de hotel. Lá ninguém se compadece com tua situação. No hotel da reserva nos disseram que tudo estava lotado. Andamos uns vinte e cinco metros à pé e vimos um outro hotel. Fomos lá ver se tinha acomodação, já nem pensávamos no preço, queríamos um quarto. Para nossa alegria, era mais barato e melhor que o que tínhamos reservado pelo site e não deu certo.  O que aprendemos com isso? Não vale a pena reservar. Sempre que viajamos, calculamos o tempo de chegada para procurar um lugar legal e com bom preço. E sempre encontramos.



 Rumo a Colonia Del Sacramento.


Até a próxima se Deus quiser...


 Anajá Schmitz

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

São José do Norte/ RS


Esta cidade fica a 210km de Solidão, lugar aonde nasci e vivi. Antigamente, se precisássemos qualquer coisa, tínhamos que ir a São José do Norte.  Meu pai ia a cavalo. Passava a noite viajando e na volta, ele contava muitas histórias. Histórias de assombração. Ele nos contava sempre sobre uma mulher fazendeira. Dona Hemengarda, que usava um baita revolver na cintura e vagava a noite com seu jipe pelos campos. Ele falava que via uma luz ao longe e se arrepiava  de medo. Andava ele sólito pela estrada e via passar aquele vulto dirigindo o jipe silencioso. Até hoje, quando saio na rua em noite escura, parece que vou encontrar o jipe da Hemengarda.
Aqui chegamos e recém havia saído uma balsa. E lá se fomos dar uma caminhada na cidade e rever as lindas construções antigas. Fiquei feliz de ver que estão restaurando as casas antigas.





























Devido aos valores exorbitantes dos pedágio nas estradas, os caminhoneiros preferem se aventurar na balsa entre Rio Grande e São Jose do Norte seguindo pela BR101, que além de ficar menor o percurso é mais bem barato. Agora temos que lutar por espaço contra os caminhões na travessia de balsa.






Seguimos rumo ao Chuy Uruguaio.


Até a próxima se Deus quiser...


 Anajá Schmitz