quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Parlando italiano...

Ciao a tutti! Come state?
Por enquanto essas são as únicas palavras que me atrevo a escrever em italiano. Estou muito feliz, com meu curso de italiano. Aqui em nossa cidade temos muitos descendentes de italiano. Me convidaram para participar da conversação, mas me deu branco, cheguei lá esqueci de tudo. Nem ciao saiu. Que vergonha. Mas tirando as complicação com o idioma, quero mostrar mais uma arte do Alfredo. Com esse forte calor ele tem se resguardado mais. A fila de coisas para fazer é extensa. E eu fico atucanando o pobre rapaz.



















Até a próxima se Deus quiser...

 Anajá Schmitz



terça-feira, 27 de janeiro de 2015

História da campanha




Conta-se que na campanha gaúcha (zona rural do estado do Rio Grande do Sul, que faz divisa com o URUGUAY e a ARGENTINA) um viajante no seu Burro (jumento) anoitecendo chegou em uma casinha muito pobre para pedir pousada (como já dissemos na campanha gaúcha, em outros tempos, um viajante era hospedado e alimentado de graça. Um casal de velhinhos morador do casebre, veio receber o viajante que solicitou hospedagem, o casal explicou que eram muito pobres, que além de um desconfortável galpãozinho em ruinas, o único lugar disponível era no dormitório da nenê, se ele não se importasse de dormir com a nenê. O viajante pensou, não vou dormir no quarto com uma criança, pode até chorar de noite e respondeu , não! Eu me arranjo por aqui mesmo no galpãozinho. No dia seguinte levantou-se e viu fazendo a lida da casa uma moçoila muito bonita, um avião mesmo. Daqueles de levantar voo em qualquer pista com qualquer tempo. Bom dia! Cumprimentou, pensei que os velhinhos morassem sós, e você quem é? Ela respondeu: - Sou a nenê! Ela por seu turno lhe perguntou, você deve ser o viajante que se hospedou conosco? Ele respondeu a ela: não! O viajante é aquele que esta pastando ali no campo, eu sou o burro!!!

Recordações de um doble chapa.

                                                             Escrito por Nelcy Cordeiro


terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Pescando na Solidão


Os filhos vão crescendo saem de casa e vem os animais. Agente fica bobo com esses bichinhos. Aila é uma praieira. Adora o mar. Já está aprendendo a pegar as iscas para o Alfredo. Assim é nossa Solidão, um lugar especial para pescarias com uma paisagem belíssima que nos leva a nunca querer sair daqui.














Até a próxima se Deus quiser...

 Anajá Schmitz

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Cookies da Juni


No ano passado fizemos uma troquinha e a querida amiga Juni me enviou esses lindo pote com todos os ingredientes de Cookies, era só colocar os ovos e a manteiga e assar. Com a correria não tinha conseguido fazer. Neste final de ano levei pra praia e lá fizemos. Foi o maior sucesso. Todos gostaram muito. Agora querem a receita, tenho que pedir a receita pra Juni , pois ficou divino. Obrigada Juni pelo carinho e amizade.
A Juni nos enviou a receita passa a passo. AQUI.












Até a próxima se Deus quiser...

 Anajá Schmitz

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Bicharada na praia


Quem tem animais é assim quando se sai para viajar se leva todos na garupa. Saímos de casa parecíamos que estávamos levando a casa junto. Meu Deus! Levamos tanta coisa e não se usou quase nada. Mas a bicharada foi a primeira a ser embarcada. Dessa vez não deixamos com o caseiro levamos todos juntos. Ainda bem que hoje em dia existe os hotéis para animais. Já imaginou fazer uma viagem longa com eles. A Aila e Nono se sentiram em casa. 






Até a próxima se Deus quiser...

 Anajá Schmitz

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Uma dica para os que tem dor lombares.




Olá queridos amigos! Desejo lhes um feliz 2015. Cheio de muita saúde, paz e alegrias. Quero compartilhar uma descoberta. Ultimamente os problemas na coluna parece que virou o mal do século. Quem não tem dores lombares. Para minha felicidade estou livre deste mal. Faço Pilates uma vez por semana e comprei esse assento massageador. Uma maravilha. Usei pouco tempo e não houve mais necessidade pois as dores acabaram. Não é muito caro e tira o estresse que essa vida moderna nos impõe. Bem! Falando em coisa boa, estamos no tempo de férias. E esse tempo pedi praia. Nós vamos passar esse tempo em Solidão. Muita pescaria e festa. Em breve mostrarei a vocês. Tenham um ótimo início de ano.




Até a próxima se Deus quiser...

 Anajá Schmitz